Ética nas relações de trabalho

A REFLEXÃO ÉTICA NAS RELAÇÕES DE TRABALHO

Carlos Eduardo Laranja
Professor: Rafael Cola Lopes
Faculdade Anônima de Intercâmbio
Administração -Filosofia
11/11/11

RESUMO

As questõeseconômico-sociais, invariavelmente impostas pela globalização e pelo neoliberalismo fazem com que os cidadãos estejam mais preocupados em “manter seu espaço”, seus bens materiais, defendendo, com unhas edentes, suas idiossincrasias. Não é incomum, na defesa dos próprios interesses, o desprezo pelo ético. O grande complicador nessa história é o comportamento individualista, por vezes direcionado pordesejo a satisfação egocêntrica, que advém da sociedade como um todo, podendo levar à grave distorção do convívio no ambiente de trabalho, propiciando o surgimento de termologias contemporâneas antônimasa ética. O assédio moral, como exemplo, transparece bem a fragilidade do contexto dentro das empresas e mais gravemente daqueles que as representam através de cargos elevados. A falta de ética nasrelações de trabalho não é um fenômeno novo, pode-se dizer que ele é tão antigo quanto o trabalho ou as próprias definições da ética. A novidade reside na intensificação, gravidade, amplitude ebanalização do fenômeno e na abordagem que tenta estabelecer o nexo-causal com a organização do trabalho e tratá-lo como não inerente ao trabalho. A reflexão e o debate sobre o tema são recentes, mas remete aosantigos pensadores.

Palavras-chave: Globalização; Ética; Assédio moral.


1 INTRODUÇÃO

Para que possamos relacionar a reflexão ética nas relações de trabalho faz-se necessário entender aorigem da ética, seu significado, sua relação com o ser humano como indivíduo e socialmente, estendendo-se até as profissões.
Ao longo da história da humanidade, a ética foi entendida como parteintegrante do pensamento filosófico, que, por sua vez, ficou conhecido como filosofia moral. Os filósofos, cada um em sua época, procuraram estabelecer princípios e pressupostos de compreensão da...
tracking img