Émile durkheim e sua contribuição para a educação

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 5 (1130 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 17 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
PEDAGOGIA

DHEAN FRANSCISNAE BRITO BRASIL

ÉMILE DURKHEIM E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A educação

.

Vitória da Coinquista
2010

DHEAN FRANSCISNAE BRITO BRASIL

ÉmILE DURKHEIM E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A educação

Trabalho apresentado ao Curso de Pedagogia da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para adisciplina: Sociologia da Educação.

Professora: Okçana Battini
Tutora eletrônica: Maria Roseli da silva
Tutor(a) de sala: Antonio

Vitória da Conquista

2010

ÉMILE DURKHEIM E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A educação

Nascido na Alsácia, na cidade de Épinal em 15 de abril de 1858, Émile Durkheimdeu início aos seus estudos na Escola Normal Superior de Paris, formando-se mais tarde em Filosofia.
Teve seu pensamento influenciado por Augusto Comte e Herbert Spencer de forma significativa na busca científica do estudo das humanidades.
Tem no desenvolvimento da sociologia grande contribuição, notadamente na realização do trabalho em que aborda a reflexão e oreconhecimento da existência de uma “Consciência Coletiva”, ou seja, o homem inserido em um determinado grupo social, seria capaz de aprender hábitos, costumes e valores deste grupo social e assim poder conviver em seu meio.
A “Consciência Coletiva” seria fruto de um processo por ele denominado de “Socialização”, o qual advinha de tudo aquilo que habita nossas mentes e que nos orienta como “SerSocial” seja no nosso comportamento, sentimentos ou como devemos ser perante a sociedade. Deste modo, diz que a consciência coletiva é capaz de constranger, pois a mesma é coercitiva e forçosamente irá impelir o individuo a viver nos moldes estabelecidos pela sociedade.
A todos esses preceitos ele denominou como sendo “Fatos Sociais”, os quais inclusive eram para ele, os objetos deestudo da sociologia e deveriam ser tratados como “coisas”.
Contudo, nem todos os atos ou ações realizados pelo individuo seriam classificados como fato social, o qual na visão de Durkheim têm existência própria e independem daquilo que pensa e faz cada indivíduo em particular e segundo sua metodologia, para essa classificação deveria atender a três características, quais sejam:• Coercitividade, que pode ser entendido como a força que exercem sobre os indivíduos obrigando-os através do constrangimento a se conformarem com as regras, normas e valores sociais vigentes;

• Exterioridade, que pode ser entendida como a existência de um fenômeno social que atua sobre os indivíduos, mas independe das vontades individuais;

• Generalidade, que podeser entendida como a manifestação de um fenômeno que permeia toda a sociedade.

O comportamento, o que sentem, pensam ou fazem os indivíduos são estabelecidos pela sociedade, pois é ela o fator determinante para a continuidade da vida social, que exerce através dos adultos a interferência no aprendizado e na educação dos mais jovens e crianças para perpetuar assim a paz e ordem social,inclusive no que diz respeito à evolução da sociedade em todos os seus aspectos.
A sociedade, para Durkheim, é governada pela lei da divisão do trabalho, o qual será cada vez mais dividido entre os individuos com a evolução social e o consequente aumento do trabalho. O resultado da divisão do trabalho seria o aumento da força produtiva, da habilidade no trabalho, rápido desenvolvimentomaterial e intelectual da sociedade, permite que tenha equilibrio, harmonia e ordem social devido a necessidade de união e diversidade semelhante a todos os membros da sociedade, trazendo assim integração e estrutura social, por fim, tráz solidariedade social.
A solidariedade para Durkheim é dividida em solidariedade mecânica e orgânica, tendo cada uma sua estrutura própria e advém...
tracking img