Água residuaria de biodisel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2566 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Água residuaria de Biodiesel é uma substância resultante do processo de lavagem do biodiesel, por ela ser ao final do processo compostas por diversas substâncias químicas não pode, assim, ser colocada em qualquer rede hidrográfica, mas já há desenvolvido diversos tipos de tratamentos para essa água e esta sendo estudadas formas de reutilização da mesma.






Águaresiduaria de biodiesel

O Biodiesel é produzido por transesterificação é alternativo ao diesel e é criado a partir de fontes renováveis de energia, como por exemplo: óleos vegetais como o de girassol, nabo forrageiro, algodão, mamona, soja, algas.

Exemplo de reação de transesterificação.

Biodiesel é um combustível ecológico, de baixo impacto ambiental, porém para sua obtenção ele passa pordiversos processos e um deles é a lavagem, lavagem está que retira resíduos de glicerina (de fórmula molecular CH2OH-CHOH-CH2O), sabões e ácidos graxos deixando a água totalmente desabilitada para ser lançada em qualquer rede hidrográfica por conter: resíduos de sabões de sódio (Na2CO3) ou potássio (K2CO3), além dos ácidos graxos, glicerina, alcoóis [metanol (CH4O) ou etanol (C2H6O)] e outroscontaminantes (NOUREDDINI, 2001).
Formula estrutural dos elementos:

* Glicerina




* Ácidos graxos

Nome comum | Nome IUPAC | Fórmula estrutural |
Ácido butírico | Ácido butanóico | |
Ácido capróico [1] | Ácido hexanóico | |
Ácido caprílico [1] | Ácido octanóico | |
Ácido cáprico [1] | Ácido decanóico | |
Ácido láurico |Ácido duodecanóico | |
Ácido mirístico | Ácido tetradecanóico | |
Ácido palmítico [2] | Ácido hexadecanóico | |
Ácido esteárico [3] | Ácido octadecanóico | |
Ácido melíssico | Ácido triacontanóico | CH3(CH2)28COOH |
| Ácido untriacontanóico | |

* Carbonato de sódio

* Metanol

* Etanol

Para a readaptação da água ao ambiente faze-se necessário a elaboração de algunsprocessos que de acordo com Joel A. Palomino-Romero; Otávio M. Leite; Katlin I. Barrios Eguiluz; Giancarlo R. Salazar-Banda-; Daniel P. Silva; Eliane B. Cavalcanti do Instituto de Tecnologia e Pesquisa, Universidade Tiradentes, Aracaju - SE, Brasil, entre outros que estão ainda sendo pesquisados, podem ser:

* Tratamento eletroquímico

Para Srirangsan e colaboradores que pesquisaram aaplicação do processo de eletrocoagulação no tratamento do efluente de uma planta de produção de biodiesel que empregava óleo de fritura e óleo de palma cru como matéria-prima. Os autores testaram cinco combinações de ânodos e cátodos de diversos materiais: Fe-Fe, Fe-C, Al-Al, Al-C e C-C; estes eletrodos com forma de placas retangulares tinham uma área de 50 cm2. Os testes foram realizados em um reatorem batelada com capacidade de 1 L, com os eletrodos conectados em paralelo a uma fonte de alimentação de corrente contínua, como mostrado na. Foram testadas cinco densidades de corrente que variavam de 3,5 a 11,0 mA cm-2, assim como também foi observado o efeito do pH inicial do efluente no desempenho do tratamento. A fim de obter as condições ótimas desta combinação de variáveis, os autoresmonitoraram as concentrações iniciais e finais relacionadas aos teores de óleos e graxas (TOG), sólidos suspensos (SS), concentração de glicerol e metanol, demanda química de oxigênio (DQO), e valor de pH final do efluente.
Srirangsan e colaboradores concluíram que as condições ótimas para o tratamento do efluente foram alcançadas com a combinação de um ânodo de alumínio e um cátodo de grafite(Al-C), aplicando uma densidade de corrente de 8,32 mA cm-2, um tempo de retenção de 25 min, em pH inicial do efluente de 6.4 Ainda segundo Srirangsan e colaboradores,4 com estas condições conseguiram eficiências de remoção de DQO, SS e TOG de 55,7; 97,5 e 97,8%, respectivamente; enquanto as eficiências de remoção relacionadas aos teores de glicerina e metanol foram inferiores e correspondentes a 3,5...
tracking img